sábado, 24 de novembro de 2007

Tudo o que acontece é bom*

Eis que o que muitos achavam que jamais acontecereia aconteceu: saí do Terra, após seis anos fantásticos. E porque 2007 é um ano de fechar ciclos e começar outros (né, Marcia?**), estou trabalhando na Zero Hora, com a editoria de Política.
Abaixo, e-mail recebido de um site de previsões astrológicas (podem rir, eu riria) no meu 1º dia no jornal . Por menos mística que eu seja, me surpreendi por quanto este parágrafo traduziu minha angústia na última quarta-feira. Apavorada por deixar o Terra, lugar onde eu ralava muito mas me divertia (quase) o tempo todo, por um jornal impresso que, na minha fantasia, ofereceria pura tensão e pouca diversão. Três dias é pouco pra avaliar, mas acho que vai dar pra se divertir bastante, também.

"Eis que, entre os dias 22/11 e 23/11, a Lua entra em seu estado quase cheio. O conflito aqui envolve carreira versus necessidade de divertimento. É bem provável que você, Larissa, venha a perceber de uma maneira bastante clara todas as coisas que lhe incomodam em seu trabalho ou estudos, e perceba a importância de relaxar e também dar vazão à sua criança interior, permitindo-se atos de diversão. A prioridade aqui ainda é o lado lúdico e o prazer, aproveite bem, pois em alguns dias você estará entrando num ciclo de muito trabalho!"

* Frase budista que uma vez li no blog do Firpo e incorporei. Mesmo se der errado, tá valendo. E isso deixa tudo tão leve.
** Cliquem, cliquem. Este texto também me diz muito.

3 comentários:

Joelma disse...

Coisa boa as mudanças, Lari! Quanto ao Personare, não saio de casa antes de ler (ok, menas, menas)

Maria Paula Letti disse...

lari, to torcendo muito por ti nessa vida nova! beijos

marcia disse...

novo ciclo. tão bão.