quarta-feira, 1 de abril de 2009

Onde eu estava quando o jogo começou

No minuto em que o juiz Sergio Pezzota deu início ao jogo Brasil x Peru, um técnico a poucos quilômetros do estádio Beira-Rio me livrava de meia hora de cárcere privado. 

Por sorte, quando a luz acabou e o elevador parou, eu contava com um kit de sobrevivência: celular, barras de cereal, Sprite Zero e um herói particular pra providenciar meu salvamento. 

Descobri que não sou claustrofóbica, mas não descobri porque diabos o chão do elevador foi revestido com o mesmo piso cerâmico do resto do prédio do namorado.


E eu aqui sem meu Twitter

9 comentários:

clarissa disse...

linda e serena, minha MUSA

spuldar disse...

muito azar não ter twitter, seria o teu momento stephen fry.

virginia caetano disse...

tu é uma figura, lari...

Rafa disse...

morro com essa foto!

taisc disse...

deos, preciso encher a minha bolsa para caso fiquei presa num elevador (motivo #1 para comprar bolsa nova)


acabei de roubar alguns links de decoração teus. vontade de arrumar a casa.

Miu disse...

coitada... vai ver é por isso q a manutenção do elevador é barata... não tem um gerador que te leve até o andar mais próximo, tu fica presa e deu... mudando de saco pra mala... era tu na frente do meu prédio às 8:15 da manhã, né? hein?

Anna Martha disse...

Minha ídola!

Joelma disse...

ainda bem que tu tinha o Sprite Zero pra descer gostoso com a Barra de Cereal, néam?

maria paula letti disse...

e o xixi, fez que nem eu indiquei, escorrer pela porta???