quinta-feira, 19 de junho de 2008

Me mima que eu gosto

=>> Leitura não recomendada a irmãos e cunhadas

Desde que fiz uma opção profissional mais voltada ao aprendizado jornalístico (leia-se virei proletária) não tenho tido muitos escrúpulos ao aproveitar surtos consumistas dos meus pais. Mas semana passada chegamos a um extremo delicioso: ganhei três blusões de Dia dos Namorados (da mãe), três toalhas de banho, uma calça de "molecotton" (adorei o nome), entre outros mimos.

Meu pai, competitivo, ligou perguntando se eu queria um roteador. Ok, não levei. E num rompante de maturidade, resolvi desistir de ir no show da Joss Stone e poupar o dinheiro do ingresso para o equipamento.

Eis que chego em casa e dou aquela testada básica nas redes wi-fi disponíveis. Nunca tinha nenhuma, mas hoje estava lá uma tal "Bia", sem senha e com um único risquinho que indicava uma conexão capenga, mas que bastava pra ficar trabalhando e navegando embaixo das cobertas.

No meio tempo entre tirar o note da tomada, levar para o quarto, buscar uma almofada e me instalar, Bia sumiu. Me abandonou, sem dó nem piedade.

Desconfio que esteja na hora de tomar vergonha na cara.

Ou não, né? Mãe, tem mais sopa de ourooooo?

4 comentários:

Joelma disse...

(se eu começar a assinar Magrisso terei direito a sopa de ouro, molecotton e roteado? hum?)

Anônimo disse...

Lari, meu momento de lazer do dia é vir aqui e na Clá. AMO! Bj, Maria

Anônimo disse...

Joelma éso aparecer na Larissa qwe vou abastecer novamente. Beijos

Marcelo M disse...

Não dá nada. Eu ganhei um pijama flanelado XXGG!
E posso te conseguir um "cabo wireless", já que o teu banheiro é perto do cable modem, e a única razão para se ter rede sem fio e notebook em casa é navegar na patente.