terça-feira, 21 de outubro de 2008

Música na madrugada

Depois de falar dele , um pouco de Chico Buarque aqui. Com direito a erradinha no início e música genial de Caetano Veloso:



Eu queria querer-te amar o amor
Construir-nos dulcíssima prisão
Encontrar a mais justa adequação
Tudo métrica e rima e nunca dor
Mas a vida é real e de viés
E vê só que cilada o amor me armou
Eu te quero (e não queres) como sou
Não te quero (e não queres) como és

2 comentários:

Joelma disse...

nada como me divertir, às 18h (leia-se: fim do expediente para mim), com teus OUTROS leitores do teu OUTRO blog.

incrível, as pessoas ainda (pensam que) discutem política!

eu? queria era tá no Leblão com o Chico e votando no Gabeira. Isso sim.

Anônimo disse...

Joelma
O Leblão é muito bão.
Seu Solão